fbpx

A ansiedade toma conta de ti ao longo do dia?

Somos conhecidos como a geração dos ansiosos. De facto, o estilo de vida moderno está relacionado com o surgimento da ansiedade em pessoas cada vez mais jovens.

Mas, apesar do sentimento ser associado a algo negativo, é uma resposta natural a uma situação desconhecida ou que cria preocupação. Como por exemplo uma entrevista de emprego, uma apresentação…

O problema começa quando se manifesta no dia-a-dia e impede de realizar atividades e ter uma vida normal.

Ansiedade: O que podes fazer para não deixar que tome conta da tua rotina? 

Todos nós sofremos de ansiedade diversas vezes ao longo de uma semana, ou até mesmo de um dia. Este sentimento é comum para a maioria das pessoas quando acontecem mudanças na vida.

Posso dizer que nos prepara física e psicologicamente para lidar com adversidades e para maximizar a nossa capacidade de sobrevivência.

Contudo, passa a ser nociva quando toma conta de um indivíduo constantemente. Chegando mesmo a causar um grande sofrimento e impedindo de ter uma vida normal, com momentos prazerosos de lazer.

Os sintomas de uma crise de ansiedade

As crises podem ocorrer devido a uma situação específica de stress ou momentos traumáticos. Por exemplo, estar num local muito movimentado, num espaço fechado, num meio de transporte, em pontes…

Na maioria das vezes as crises chegam sem aviso prévio ou motivo aparente. São uma consequência do transtorno de ansiedade generalizada, como uma descarga de emoções acumuladas.

Estima-se que aproximadamente 70% dos casos de crises estão associados à depressão e podem levar a outros transtornos. Como por exemplo, a síndrome do pânico ou o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC).

Entre os principais sintomas, posso destacar:

  • Palpitação, coração a bater fortemente ou acelerado
  • Sensação de garganta fechada
  • Transpiração
  • Tremores
  • Falta de ar
  • Sensação de desmaio
  • Náusea ou desconforto abdominal
  • Dor ou desconforto no peito
  • Medo de perder o controlo
  • Medo de morrer

O que fazer para evitar a ocorrência das crises de ansiedade

Conviver com a ansiedade constante causa muito sofrimento e pode evoluir para doenças mais graves. A melhor maneira de evitar a ocorrência de crises é através de ações que visam reduzir os níveis de stress. Conhece algumas delas de seguida:

a) Meditação

Um dos grandes pontos de reflexão de quem sofre deste sentimento é vivenciar conflitos do presente ou do futuro. Na verdade, não há uma certeza clara de que estes problemas de facto existirão.

Ao incluíres a meditação na rotina diária, vais ser capaz de identificar os sinais do teu corpo de forma mais clara e precisa, como impulsos, sensações, emoções e estados profundos.

A prática da meditação contribui para que encontres a paz e a tranquilidade que precisas para continuares a viver um dia após o outro, sem grandes expectativas.

b) Rodeares-te de amigos

Ter uma boa vida social e estar com os amigos também ajuda muito a reduzir os níveis de stress.

Quanto mais amigos de confiança tiveres, menos solidão sentes, por isso tens menos chance de desenvolver este sentimento.

c) Passar mais tempo na natureza

O caos das grandes cidades também é um fator que contribui para o surgimento destas crises. Por isso, tenta passar mais tempo em contacto com a natureza.

Faz caminhadas no parque, respira ar puro e sempre que possível faz uma viagem ao interior para escapares da agitação das cidades.

d) Usar óleos essenciais

A aromaterapia também é uma excelente aliada contra estas crises. Existem diversos óleos essenciais que possuem propriedades calmantes e relaxantes que podem ser utilizados, inclusive, durante sessões de meditação ou na rotina de trabalho.

Alguns tipos de óleos essenciais que ajudam são Bergamot, Lavanda, Basil, Camomila Romana, Laranja Selvagem e Frankincense.

Não deixes que a ansiedade tome conta de ti. Cuida do teu bem-estar e tem uma vida mais tranquila e feliz.

Partilhe este post